domingo, junho 24

Madeira não teria embasamento moral para demitir os cargos em comissão do PDT uma vez que estes votaram no projeto que o elegeu para o mandato previsto término em 31 de Dezembro de 2012

Na verdade acredito que serão todos exonerados e certamente será uma irresponsabilidade administrativa que o gestor muncipal, após se locopletar dos votos e do apoio, além do cofre estatal para a garantia do mega governo que faria na cidade de Imperatriz, capitaneado pelo ex-Governador Jackson Lago, por mais que seja cargos de nomeação, mais moralmente similar a função do vice-Prefeito que goza do direito de não puder ser exonerado. E agora?



Afirmar que o acordo com o ex-Governador terminou no seu leito de morte, é uma profana afirmação e uma comprovação do que o que move o atual Prefeito Madeira não são ideais de um projeto ou doutrina partidária, mas a mera consolidação de suas conveniências pessoais, esteja com quem estiver des-honrando princípios, valores e programas.

Um comentário:

Anônimo disse...

Ele colocou o sobrinho dentro do socorrao pra nao fazer nada so mamar e fazer politicagem la dentro,me mandaram falar com ele para resolver um problema, me mandou esperar o outro,pois ele nao podia fazer nada.Pra que um administrador que nao administra nada.